sexta-feira, 30 de outubro de 2009

BREVE JORNADA

Dema

Maycon Alves foi chamado e partiu aos 21 anos. Talvez, no instante em que acolhido,  tenha se dirigido a Deus assim:

Que desventura essa, meu Senhor,

Se mal cheguei e já me encontro de partida!
Quão breve fora a missão dessa jornada!
Por que tão curta a empreitada desta vida?
Um dossiê que até dispensa folheada!

Mas teus desígnios só Tu mesmo bem conheces.
A cada um dás o destino que escolheste.
Não sejam vãos os poucos anos que vivi.
Ter sido bom será que então já basta a Ti?

Que eu permaneça na memória dos que amei,
Com a certeza de que amado fui também.
Confio em Ti, muito feliz sei que serei;
Contigo parto, lado a lado, para o além.

Inda que breve, Te agradeço pela vida,
Valeu a pena deixares que eu tenha amado.
Até agora, em que faço a despedida,
Eu não me lembro de alguém ter odiado.

Toma, Senhor, este teu menino puro
E dá guarida aos meus queridos de aquém,
Com teu amor, Senhor, eu me contento, juro.
À Tua vontade, simplesmente digo amém.

29/10/2009


2 comentários:

Cláudia disse...

ADEMAR, BELÍSSIMA POESIA!

Eu acrescentaria somente o seguinte:

Maycon, um dia, de onde você estiver, espera-nos para nos abraçarmos. Eu sei que você nos acolherá com o seu sorriso simples e belo! Sua espontaneidade! Você já é SAUDADE!

paulo celso martins e claudia r. c. martins

fernando disse...

E complicado intender os planos do Criador, oque nos resta e tentar entender e, mesmo que nos não compreendemos, que tenhamos serenidade para entender que Ele tem um plano, e pra esses dois jovens q se foram nesse acidente, a jornada teve fim.
Paz e entendimento a todos os envolvidos, familia e amigos.
Vão com Deus Maycon e Daniel.